lavanda Lavandula Angustifolia

Como cultivar e cuidar da Lavandula Angustifolia

Handreza Hayran
Handreza Hayran
4 Minutos de Leitura
Fonte: khalkedonpeyzajmimari

Lavender angustifolia é uma planta perene nativa do Mediterrâneo. Também conhecida como lavanda inglesa, é apreciada por seu aroma intenso e pela cor brilhante de suas folhas.

Como muitas plantas mediterrâneas, a lavanda angustifolia também resiste bem tanto ao calor como ao frio e requer poucos cuidados.

Adapta-se bem ao cultivo em vasos, sem requisitos particulares de solo. Basta pensar que cresce espontaneamente em lugares áridos e rochosos. No entanto, os vasos bastante grandes devem ser preferidos, devido à tendência de formar arbustos densos em pouco tempo.

Ela gosta de luz solar direta que deve ser garantida por várias horas por dia e boa ventilação.

Informações Gerais

Fonte: Instagram – sage_botanics
  • Clima:  Resiste ao calor do verão mais quente e ao frio do inverno mais rigoroso. Gosta particularmente de locais ensolarados e muito bem ventilados.
  • Solo: Cresce bem em qualquer solo de jardim, desde que bem drenado; prefere solos calcários.
  • Irrigação: A lavanda não necessita de regas muito abundantes e não muito frequentes: é melhor esperar que o solo seque um pouco antes de fornecer mais água; geralmente prefere ficar seca por alguns dias em vez de ter um substrato embebido em água.
  • Fertilização: Não precisa de fertilizantes. Se desejar, um pouco de fertilizante pode ser fornecido no início da estação de crescimento.

Floração e poda

A floração da lavanda angustifolia geralmente ocorre desde o final da primavera até o final do verão, mas em condições climáticas favoráveis ​​podemos admirar a beleza das flores de lavanda mesmo durante os primeiros períodos do outono.

Após o inverno com a chegada da primavera e o consequente despertar da natureza, veremos os caules de lavanda cravejados de muitas flores de cor roxa ou lilás dependendo da variedade, que formam o formato característico da planta e que liberam seu perfume inconfundível.

Durante a floração, a lavanda angustifolia atinge seu cheiro máximo, de fato, embora seja perfumada o ano todo, pois os óleos essenciais também são encontrados nas folhas, é nas flores que estão mais presentes.

Para garantir uma aparência harmoniosa e o crescimento de novos brotos, é bom podar a lavanda no final da floração, tomando cuidado para não cortar muito profundamente as hastes, ou seja, não é necessário cortar a parte lenhosa.

Isso ocorre porque a lavanda não se regenera a partir de sua parte inferior. Caso as flores sejam colhidas para secá-las ou para outros usos, a poda ocorre no ápice da floração.

Toxicidade e o uso da lavanda

A lavanda é uma planta medicinal que possui várias propriedades úteis para o bem-estar é:

  • Antiespasmódica,
  • Diaforética,
  • Diurética,
  • É usada para a preparação de inalações,
  • Úútil em caso de doenças respiratórias,
  • Leucorréia,
  • Cistite.

Quem faz apicultura irá apreciá-la como uma planta melífera, da qual se obtém um mel muito precioso. A essência também é amplamente utilizada na perfumaria.

Atenção: As aplicações farmacêuticas são indicadas apenas para fins informativos. Eles devem ser recomendados e prescritos pelo médico.

Compartilhe este Post