Dracena Cordyline

Dracena Cordyline: cuidados e curiosidades

Handreza Hayran
Handreza Hayran
3 Minutos de Leitura
Fonte: Instagram @garagemdasplantasgo7

A Dracena Cordyline é uma planta que é frequentemente vendida com o nome DRACENA TERMINALIS.

É uma planta muito presente nos nossos apartamentos e mantém-se pequena, não ultrapassando os 80 cm de altura.

É caracterizada por um caule bastante curto, de cor verde acastanhada, salpicadas de cor creme, rosa ou vermelha.

Também nesta espécie encontramos numerosas variedades.

Técnica de cultivo

  • A Cordyline não gosta do frio; na verdade, ela vive bem em temperaturas em torno de 18-20 ° C com alta umidade (80-85%) e iluminação abundante. Durante o inverno, as temperaturas não devem cair abaixo de 16 ° C.
  • A planta não quer sol direto, mas precisa de muita luz.
  • Nunca use produtos para polir as folhas da planta.
  • Elas são plantas de crescimento lento.

Irrigação

  • A Cordyline requer um solo bastante úmido, mas sem estagnação de água. Devese regar quando notar que o solo começa a secar, não antes.
  • Por se tratarem de plantas que necessitam de ambientes muito úmidos (80-85%), as nebulizações diárias das folhas são oportunas.
  • Também são plantas muito sensíveis ao flúor em baixas concentrações, por isso é melhor usar água da chuva ou desmineralizada e ficar atento ao tipo de fertilizante que é fornecido.

Fertilizante

  • Ao longo do período primavera-verão, A Cordyline deve ser fertilizada a cada 2/3 semanas com um fertilizante líquido misturado com a água de irrigação.
  • Quanto ao tipo de fertilizante a ser fornecido, existem vários tipos à venda, mas é boa regra ler o rótulo que especifica a composição e fornecer um fertilizante que, além de conter macroelementos como nitrogênio (N), fósforo ( P) e potássio (K), ele também contém oligoelementos como magnésio (Mg), ferro (Fe), manganês (Mn), cobre (Cu), zinco (Zn), boro (B), molibdênio (Mo ), todos importantes para um crescimento correto e equilibrado da planta.

Poda

A planta não precisa ser podada. Apenas as folhas secas devem ser removidas para evitar que se tornem um veículo para doenças parasitárias.

Sempre é recomendo esterilizar o utensílio utilizado para o corte, de preferência com fogo, para não infectar os tecidos.

Pragas e doenças

As folhas estão murchas e caem

Este sintoma está quase sempre associado a muitos fatores, todos ligados a uma técnica de cultivo inadequada: temperaturas muito altas, ambiente muito seco.

Manchas marrons na parte inferior das folhas

Elas podem significar que está na presença de cochonilhas. Para ter certeza, é aconselhável usar uma lupa e observá-las.

Remédio: é necessário intervir quimicamente com produtos específicos. Em todo caso, o melhor remédio é a prevenção, que consiste em controlar para que o ambiente não fique muito úmido.

Compartilhe este Post